Fotos de lavras novas

Закрыть ... [X]

Lavras Novas

, distrito de Ouro Preto, está localizada na serra do Trovão e  faz parte da rota turística conhecida como Estrada Real. O pequeno vilarejo surgiu com a expansão da população da região das minas e hoje chama a atenção pela beleza da região, o clima, a tranqüilidade e o acolhimento oferecido pelos moradores.
Segundo relatos de moradores da região, quando o ouro entrou em declínio, centenas de escravos foram alforriados, já que os seus senhores não tinham mais condições de mantê-los. Alguns desses escravos libertos permaneceram em Lavras Novas, formando suas famílias e construindo o pequeno Vilarejo.

 Cachoeira do Campo

Cachoeira do Campo é o maior distrito de Ouro Preto, e fica localizada a 18 km da sede. O lugar já serviu de palco para a Guerra dos Emboabas, como centro agrícola da região, e como residência oficial do governador, no séc. XVIII.
Com a exploração do ouro, veio um grande deslocamento das pessoas para a região das minas. Mas, a produção agrícola do Estado não era suficiente para abastecer a essa demanda populacional. Surge então, por volta de 1700, uma grave crise de abastecimento para a região aurífera. Em meio a isso, Cachoeira do Campo se destaca como principal centro agrícola da região. Isso ocasiona a ascensão da  aristocracia e o desenvolvimento de Mariana.
O distrito serviu de testemunha para a batalha decisiva entre conflitos de interesses na região. Um deles foi a Guerra dos Emboabas, envolvendo paulistas e bandeirantes, que disputavam a exploração do ouro. Serviu também como sede do governador de Minas, que buscava ficar longe das rebeliões que também aconteciam em Ouro Preto. Cachoeira do Campo preserva ainda hoje monumentos que relatam a história da região. A Igreja Matriz de Nossa Senhora de Nazaré, uma das principais atrações da região, é considerada um dos principais monumentos artístico-arquitetônicos do Brasil.

Amarantina

 Localizado a 25 km do centro histórico de Ouro Preto, Amarantina é um dos distritos mais antigos. Foi um dos principais centros especializados em cantaria e artesanato de couro, reunindo um grande número de artesãos nessas especializações.
O distrito de Amarantina surgiu após uma crise de fome em Vila Rica, por volta de 1700. Com isso, a produção agrícola se intensificou na região e acabou proporcionando seu crescimento. Outros meios, como o artesanato, foram também se expandindo e tornando marco essencial da região.

São Bartolomeu

Localizado a 15 km de Ouro Preto, o distrito recebeu esse nome em  homenagem a São Bartolomeu. E assim, como a maioria das localidades daquela região, a pequena vila serviu de passagem para os bandeirantes e atraiu grande quantidade de habitantes em decorrência da crise de fome que assolou Vila Rica no séc. XVIII.
O distrito atrai os visitantes à região, para conferir as construções ainda freqüentes de pau-a- pique, sua cultura, e seu grande acervo religioso, além da famosa, muito apreciada e de sabor marcante.

Glaura

Distrito também conhecido como Casa Branca, fica a 22 km de Ouro Preto. O local surgiu por volta do século XVIII, no auge da exploração do ouro, sendo ponto fundamental de passagem dos bandeirantes. Casa Branca atrai visitantes que fogem dos transtornos da cidade grande e buscam descanso e tranqüilidade. São atrativos da região o turismo ecológico e turismo rural em hotéis fazenda, além da encantadora paisagem local.

Santo Antônio do Salto

O mais novo distrito de Ouro Preto, Santo Antônio do Salto fica a 35 km da sede. E como em quase todas as povoações iniciadas na região, o lugar surgiu junto com a expansão territorial dos primeiros achados minerais.
O lugarejo é de difícil acesso por causa das montanhas que cercam a região. Devido ao seu isolamento, o povoado se caracterizou basicamente pela subsistência, exercendo como atividades produtivas a mineração, a agricultura e a pecuária. Pelo passeio à Santo Antônio do Salto, o visitante poderá conferir a paisagem exuberante do local e conhecer melhor as atividades culturais da região.

Santo Antônio do Leite

Lugar onde nasceu Honório Esteves, um dos maiores nomes da pintura mineira oitocentista, o distrito Santo Antônio do Leite, fica a 25 km do centro histórico de Ouro Preto. A pequena vila surgiu graças a expedições de bandeirantes a procura do ouro, que servia de passagem entre Cachoeira do Campo e Ouro Branco. Sobre a origem de seu nome, existem várias versões, uma delas é de que na época do Império, Oficiais da Tropa Paga de Cacheira do Campo, cavalgando pela região, passavam pelo local, e encontravam leite de qualidade na fazenda de padre Vidal José do Vale. O nome tornou-se, então, popular e a região passou a ser chamada de Leite.
Além da tranqüilidade e da bela paisagem local, o visitante pode visitar a igreja de Santo Antônio, pintada por Honório Esteves. Existe uma bela produção de Jóias no local.

Rodrigo Silva

Localizado a 18 km de Ouro Preto, o distrito de Rodrigo Silva é conhecido como a capital do topázio imperial, o qual dispõe da única mina economicamente viável do mundo. O lugar também conserva traços da arquitetura colonial, do século XIX. O pequeno distrito surgiu como um pequeno povoado na época da exploração do ouro.  O crescimento efetivo ocorreu no início do século XX, com a construção da estação ferroviária de Rodrigo Silva.

Miguel Burnier

Antigo Arraial de São Julião, o distrito Miguel Burnier fica localizado a 40 km de Ouro Preto. O lugar serviu como importante centro ferroviário, pioneiro na siderurgia brasileira. A instalação da siderurgia proporcionou o desenvolvimento da região.
A atração turística é à Igreja do Sagrado Coração de Jesus, construída no séc. XIX, e a festa da Semana Santa, que atrai populações dos distritos vizinhos e da zona rural.

Santa novas Rita

Santa Rita, distrito de Ouro preto, está localizada a 30 km da sede. Seu nome foi dado em devoção à santa, cujas orações a ela proferidas obtêm-se curas e conversões.
Conhecida como a capital da pedra-sabão, Santa Rira forneceu material essencial para a construção da arte barroca em Minas. Visite um atelier de. Sua economia se desenvolveu a partir dos anos 40 do século XX, época em que foram iniciadas a construção da BR-116. A pecuária e a agricultura são a fonte de renda mais importante, em destaque a produção de café.

Antônio Pereira

A pequena vila foi incorporada como de distrito de Ouro Preto, na segunda metade do século XIX. Localizada a 16 km da sede, observa-se  ainda hoje em Antônio Pereira sua vocação mineradora, sediando importantes lavras de minério de ferro.
Recebeu esse nome graças a seu fundador, o Capitão Antônio Pereira Machado, por volta de 1700. O povoado surgiu em decorrência da dispersão de moradores, motivada pelos surtos de fome nos povoados mineradores de Vila Rica, e foi erguida ao redor de uma capela dedicada a Nossa Senhora do Bonfim.
O visitante pode conferir a área rural de Antônio Pereira, uma das mais belas paisagens do município de Ouro Preto. Sua região serrana integra o parque da Cachoeira das Andorinhas, onde se localiza a nascente do Rio da Velhas. Também pode conhecer os monumentos religiosos que evidenciam a antiguidade do arraial. Entre elas a Capela de Nossa Senhora da Lapa, instalada em uma gruta natural da região.

Engenho Correia

Localizado a 30 km de Ouro Preto, o distrito Engenho Correia concentra suas atividades econômicas na agricultura. Assim como os demais distritos da cidade histórica, surgiu na época da expansão do ouro no séc. XVIII. O lugar atrai visitantes interessados em conferir as festas  religiosas da região e conhecer resquícios que o distrito  guarda do período colonial.





ШОКИРУЮЩИЕ НОВОСТИ



Related News


Ver fotos de emigrantes
Fotos de la amante de tommy moya
Fotos de flores amarillas
Fotos antiguas de tuxpan jalisco
Fotos de hormigas reinas
Ver fotos de planta cola de caballo
Fotos de casas construidas com blocos de concreto
Fotos de esferas de navidad